Utilização da ferramenta Kanban na indústria têxtil

Eduardo Luiz Machado, Rondineli Aparecido Vieira de Araújo

Resumo

A gestão é um elemento fundamental para o sucesso dos processos industriais e o gerenciamento de estoque merece um foco especial, por sua grande influência nos custos operacionais. Este estudo aborda a aplicação do Kanban em uma empresa brasileira do segmento têxtil, tratando desde a organização física dos estoques, endereçamento das prateleiras e boxes, passando pela eliminação de estoques obsoletos ou inoperantes por meio de programas de 5S, até a introdução de alguns conceitos de Lean Manufacture. Conclui-se que a melhoria na gestão do estoque e nivelamento da produção, promoveu a redução do custo de estocagem e de movimentação. O equilíbrio gerado pelo balanceamento da produção levou a ganho de eficiência no processo produtivo. A redução dos níveis de estoque eliminou a obsolescência de peças e componentes e diminuiu o número de horas de máquina parada, com isso melhorou os índices de qualidade do produto final.

Texto completo:

PDF

Número de visualizações: 242

Referências

AGUIAR, G. F. Compreendendo o Kanban: um ensino interativo ilustrado. Curitiba: Da Vinci, 2007.

CORREA, H. L.; GIANESI, I. G. N. Just in Time, MRP II e OPT um enfoque estratégico. New York: Mc Graw-Hill, 1997.

CORREA, H. L.; GIANESI, I. G. N.; CAON, M. Planejamento, programação e controle da produção. São Paulo: Atlas, 2001.

DAVIS, M. M.; AQUILANO, N. J.; CHASE, R. B. Fundamentos de administração da produção. Porto Alegre: Bookman, 2001.

HENDERSON, B. A.; LARCO, J. L. Lean transformation: how to change your business into a lean enterprise. Virginia: The Oaklea Press, 1999.

IMAI, M. Kaizen: a estratégia para o sucesso competitivo. 6. ed. São Paulo: IMAN, 2005.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2005.

LÉXICO, L. Glossário ilustrado para praticantes do pensamento lean. São Paulo: Lean Institute Brasil, 2003.

LIKER, J. The Toyota Way: 14 management principles from the world´s greatest manufacturer. McGraw-Hill, 2004.

MOREIRA, D. Administração da produção e operações. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001.

OISHI, M. TIPS -Técnicas Integradas na Produção e Serviços: como planejar, treinar, integrar e produzir para ser competitivo. São Paulo: Pioneira, 1995.

PLATTS, K. W. et al. Testing manufacturing strategy formulation processes. International Journal of Production Economics, v. 56-57, n. 1, p. 517-523, 1998.

ROCHA, D. Fundamentos técnicos da produção. São Paulo: Makron Books do Brasil, 2005.

SHINGO, S. O sistema Toyota de produção: do ponto de vista da engenharia de produção. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 1996.

SHINGO, S. Sistema de produção com estoque zero: o sistema Shingo para melhorias contínuas. Ttradução: Lia Weber Mendes. Porto Alegre: Artes Médicas, 2007.

SLACK, N. et al. Administração da produção. São Paulo: Atlas, 2002.

TAYLOR, D. Logística na cadeia de suprimentos: uma perspectiva gerencial. São Paulo: Pearson Addison-Wesley, 2005.

TUBINO, D. F. Manual de planejamento e controle da produção. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2000.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.