Determinação da frequência de carregamento para ensaios de fadiga de componentes estruturais

Jose Gabriel Vicente, Rynaldo Zanotele Hemerly Almeida, Luiz Eduardo Lopes

Resumo

A fim de se diminuir o tempo de execução de ensaios de fadiga de alto ciclo de componentes estruturais, procura-se aumentar suas frequências de carregamento. Entretanto, um aumento indiscriminado pode distorcer os resultados experimentais. Neste trabalho, são apresentados diversos fatores que limitam o aumento da frequência de carregamento bem como dois casos de estudo que ilustram alguns desses fatores.

Texto completo:

PDF

Referências

DEPARTMENT OF DEFENSE USA. MIL-STD-1312-21: Fastener Test Methods, Method 21, Shear Joint Fatigue, 1985. 23p.

FUJCZAK, R. R., The Effects of Fatigue Loading Frequency on Fatigue Life of High-strength Pressure Vessel Steels. Watervliet: US Army Armament Research, Development and Enginnering Center, 1994. 23p. Disponível em: < http://www.dtic.mil/dtic/tr/fulltext/u2/a285301.pdf>. Acesso em: 24 nov. 2015.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 15630-1: Steel for the reinforcement and prestressing of concrete - Test methods - Part 1: Reinforcing bars, wire rod and wire. Genebra, 2010. 29p.

MTS LandmarkTM Testing Solutions. Eden Prairie: MTS Systems Corporation, 2015. 28p. Disponível em: . Acesso em: 24 nov. 2015.

PAPAKYRIACOU, M., MAYER, H., PYPEN, C., PLENK Jr., STANZL-TSCHEGG, S. Influence of loading frequency on high cycle fatigue properties of b.c.c. and h.c.p. metals. Materials Science and Engineering A, v.308, n.1-2, p.143-152, 2001.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.