Contribuições para o aprimoramento do método simplificado de avaliação do desempenho térmico de coberturas previsto na norma NBR 15575

Adriana Camargo de Brito, Henrique Lima Pires, Maria Akutsu

Resumo

Este trabalho tem como objetivo subsidiar o aprimoramento da norma NBR 15575:2013 no quesito referente à avaliação do desempenho térmico de edificações pelo método simplificado, para o componente “Coberturas”. No Anexo I da parte 5 da referida norma, há uma observação quanto a este método, no rodapé da tabela I.4, informando que, para a Zona Bioclimática 8, coberturas de telha cerâmica, mesmo sem forro, atenderiam o nível “Mínimo” de desempenho. Neste sentido, existem trabalhos publicados que demonstram exatamente o oposto. Para elucidar esta questão, foram realizadas avaliações do desempenho térmico por meio do método de simulações computacionais, considerando-se uma habitação localizada na Zona Bioclimática 8, com vários tipos de coberturas e diferentes condições de ventilação em um dia típico de verão. Os resultados obtidos indicam que, em edificações com cobertura sem material isolante térmico, um aumento da ventilação do ático não é suficiente para melhorar o desempenho térmico da habitação, por não afetar as trocas térmicas que ocorrem por radiação. Somente com o uso de materiais isolantes térmicos há
uma melhora significativa no desempenho térmico da habitação.

Texto completo:

PDF

Número de visualizações: 22

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15575-5: Desempenho –Parte 5: Requisitos para sistemas de cobertura. Rio de Janeiro: ABNT, 2013.

BRITO, A. C.; AKUTSU, M. Contribuição da cor da cobertura na melhoria do desempenho térmico de habitação no período de verão. In: ENCONTRO NACIONAL, 13., / ENCONTRO LATINO-AMERICANO DE CONFORTO NO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 9., 2015, Campinas. Anais... Porto Alegre: Antac, 2015.

COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO HABITACIONAL E URBANO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Caderno de Tipologias. São Paulo: CDHU, 1997.

FERREIRA, C. C.; SOUZA, H. A.; ASSIS, E. S. de. Discussão dos limites das propriedades térmicas dos fechamentos opacos segundo as normas de desempenho térmico brasileiras. Ambiente Construído,

Porto Alegre, v. 17, n. 1, p. 183- 200, jan./mar. 2017. ISSN 1678-862.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.