Limitações do método vigente para avaliação da eficiência energética de aquecedores elétricos instantâneos de água para banheiras de hidromassagem

Flavio da Silva Ladeira, Luciano Zanella

Resumo

O crescente aumento no consumo de energia elétrica aliado às recentes crises hídricas que vêm tornando a geração de energia elétrica mais onerosa no Brasil tem, cada vez mais, tornado imprescindível o desenvolvimento de equipamentos elétricos eficientes. Dentre esses equipamentos citam-se os aquecedores de água para banheiras de hidromassagem. O método vigente utilizado para a avaliação desse tipo de equipamento foi aplicado em duas amostras e os resultados foram analisados. A avaliação da eficiência energética, pelos métodos descritos nas normas vigentes, de aquecedores elétricos de passagem utilizados para o aquecimento de água em banheiras de hidromassagem não leva em consideração as especificidades inerentes à arquitetura de funcionamento desses aquecedores. O método preconiza a avaliação da eficiência energética a partir da obtenção indireta dos valores do consumo de energia elétrica, calculados a partir das leituras instantâneas de tensão e corrente elétrica. O equipamento é instalado de forma semelhante a um chuveiro elétrico em uma bancada de ensaios que conta com um recipiente coletor e é alimentado com água corrente sem recirculação, fatores que podem distanciar os resultados obtidos daqueles efetivamente alcançados quando do uso desses equipamentos no dia-a-dia. O método de ensaios vigente apresenta dificuldades de aplicação e reprodução de resultados quando utilizado para avaliação de aquecedores para hidromassagem a ponto de justificar a necessidade de elaboração de um novo método que considere as características de funcionamento desse tipo de equipamento.

Texto completo:

PDF

Número de visualizações: 40

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15001: Aparelho eletrodoméstico fixo de aquecimento instantâneo de água – Determinação da eficiência energética. Rio de Janeiro: ABNT,

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 16305: Aparelhos elétricos de aquecimento instantâneo de água – Requisitos de desempenho e segurança. Rio de Janeiro: ABNT, 2014.

ELETROBRAS. Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Pesquisa de posse de equipamentos e hábitos de uso: ano-base 2005, classe residencial. Relatório Brasil. Rio de Janeiro: ELETROBRAS/PROCEL, 2007.

INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA – INMETRO. Tabela de consumo de energia elétrica - aquecedores elétricos de hidromassagem - edição 01/2016. Disponível em: http://www.inmetro. gov.br/consumidor/pbe/hidromassagem.pdf>. Acesso em: 03 dez. 2018.

INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA - INMETRO. Programa Brasileiro de Etiquetagem. Disponível em: . Acesso em: 17 maio 2017.

LADEIRA, F. S. Método para avaliação da eficiência energética de aquecedores elétricos instantâneos de água para banheiras de hidromassagem. 2017. 79 f. Dissertação (Mestrado em Habitação: Planejamento e Tecnologia) - Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo, São Paulo, 2017.

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA. Balanço Energético 2016: Ano

base 2015. 295p. Rio de Janeiro: EPE, 2016. Disponível em: .

Acesso em: 02 dez. 2017.

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA. Balanço Energético 2017: Ano base 2016 – Relatório Síntese. Rio de Janeiro: EPE, 2017. Disponível em:

pdf>. Acesso em: 02 dez. 2017.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.