Preparo de lote piloto de sedimento estuarino candidato a material de referência de composição química elementar

Juliana Ferreira de Oliveira, Patricia Hama, Ricardo Rezende Zucchini, Rubens Cesar Lopes Figueira

Resumo

Os sedimentos compreendem o material sólido depositado no fundo de corpos hídricos. Os metais pesados tóxicos tendem a se depositar no sedimento, e, por este motivo, são monitorados após a dragagem para garantir a correta disposição. Como não existem materiais de referência brasileiros de sedimentos, os laboratórios de análise química utilizam materiais importados para o controle da qualidade de suas medições. Neste trabalho um lote piloto de material foi preparado a partir de sedimento coletado na região do Alto Estuário de Santos (SP). A caraterização química do material foi realizada por ICP-OES e ICP-MS, empregando-se dissolução de amostras por fusão alcalina ou por digestão por micro-ondas, de acordo com os elementos analisados. Obteve-se um material com estreita distribuição de tamanho de partículas e homogeneidade aceitável. As metodologias de análise empregadas e o processo de preparo desenvolvido são adequados à preparação de um futuro material de referência certificado.

Palavras-chave: sedimento; material de referência; ICP-MS; ICP-OES.

Texto completo:

PDF

Número de visualizações: 32

Referências

BRASIL. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução CONAMA nº 430, de 13 de maio de

Dispõe sobre as condições e padrões de lançamento de efluentes, complementa e altera a

Resolução no 357, de 17 de março de 2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente-CONAMA.

Diário Oficial da União, Brasília, n. 92, p. 89, 16 maio 2011.

BRASIL. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução CONAMA nº 454, de 1 de novembro de

Estabelece as diretrizes gerais e os procedimentos referenciais para o gerenciamento do

material a ser dragado em águas sob jurisdição nacional. Diário Oficial da União, Brasília, n. 216,

nov. 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria de Consolidação n°5, de 28 de setembro de 2017.

Consolidação das normas sobre as ações e os serviços de saúde do Sistema Único de Saúde. Brasília:

MS, 2017. Disponível em:

-Portaria-de-Consolida----o-n---5--de-28-de-setembro-de-2017.pdf>. Acesso em: 23 ago.

CANADIAN COUNCIL OF MINISTERS OF THE ENVIRONMENT. Protocol for the derivation of

Canadian sediment quality guidelines for the protection of aquatic life. Ottawa: CCME, 1995.

(Technical Secretariat of the Ccme Task Group on Water Quality Guidelines).

COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO. Qualidade das águas interiores no estado

de São Paulo 2016. São Paulo: CETESB, 2017. 287 p.

FRANKLIN, R. R.; FÁVARO, D. I. T.; DAMATO, S. R. Trace metal and rare earth elements in a sediment

profile from the Rio Grande Reservoir, São Paulo, Brazil: determination of anthropogenic

contamination, dating, and sedimentation rates. Journal of Radioanalytical Nuclear Chemistry,

v. 3017, p. 99-110, 2016.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.